7 passos para conseguir uma bolsa pelo SISU
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...

7 passos para conseguir uma bolsa pelo SISU

Criado em 2010, pelo Ministério da Educação, o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é um processo seletivo que utiliza as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para selecionar estudantes em cursos de graduação de universidades federais e institutos tecnológicos de ensino superior.

SISU 2016

Veja como conseguir uma vaga no SISU 2018 (Imagem: Divulgação)

Quando o candidato se inscreve no Sisu, o sistema recupera automaticamente as notas do Enem. No final do processo, o Sisu calcula as notas de todos os candidatos a uma mesma vaga (mesma universidade, curso, turno e modalidade de concorrência) e seleciona aqueles que obtiveram maior nota até preencher todas as posições.

No texto abaixo selecionamos algumas dicas para conseguir uma bolsa de estudos em uma universidade pelo SISU. Confira:

  1. Tenha fácil o número de inscrição e a senha do Enem

O candidato precisa do número de inscrição e da senha fornecida no momento da inscrição do Enem para fazer o login na página do SISU. Não é possível se inscrever com o número de inscrição e senha de outras edições do exame.

  1. Pesquise sobre o curso para o qual você quer se inscrever

No SISU, o candidato pode indicar duas opções de curso para se inscrever. Procure os cursos por cidade e por instituição de ensino, verificando a quantidade de vagas oferecidas para ampla concorrência e também pelo sistema de cotas. Lembre-se de indicar como 1ª opção o curso que você mais gostaria de fazer, pois somente ela vale para a lista de espera.

ProUni RJ 2016 Inscrições

Sisu 2018 – Inscrições (Imagem: Divulgação)

  1. Atente-se à nota de corte

A nota de corte do SISU é a nota mínima necessária para ser aprovado e ingressar em determinado curso. Durante todo o período de inscrição, o sistema fará o cálculo e divulgará as notas de corte e a classificação parcial de cada um dos cursos registrados, sempre a partir das 2h da manhã. Com isso, a nota de corte dos cursos acaba variando de um dia para o outro, de acordo com as notas dos candidatos.

Consultar as notas de corte dos cursos pretendidos nas edições anteriores do SISU também ajuda a ter uma ideia de quais universidades vêm exigindo um desempenho maior dos participantes.

  1. Não despreze a concorrência

É bom também estar atento à concorrência, pois quanto maior o número de pessoas interessadas no mesmo curso, menores são as suas chances de conquistar a tão sonhada vaga numa universidade pública. Há cursos que, de uma instituição para outra, têm uma grande diferença na relação de candidatos por vaga. Vale, portanto, ponderar se o mais importante para você é o curso em si ou a instituição em que ele é ofertado.

  1. Verifique se você se enquadra no perfil de cotista

No SISU, existem vagas abertas para ampla concorrência – em que qualquer candidato que tenha feito o Enem e não tenha zerado na redação pode concorrer – e as reservadas para cotas. Todas as universidades federais, por lei, devem reservar 50% das vagas para os estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas. Dessas vagas, metade é destinada a estudantes com renda familiar bruta mensal por pessoa de até um salário mínimo e meio. Um percentual das vagas reservadas é destinado a estudantes autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, em proporção igual à de pretos, pardos e indígenas na população da unidade da Federação onde está localizada a instituição.

Cotas no Sisu 2018 (Imagem: Divulgação)

Além disso, há instituições participantes do SISU que reservam, ainda, uma parte de suas vagas para políticas afirmativas próprias.

  1. Conheça os editais das universidades

Cada instituição de ensino superior que participa do Sisu possui suas próprias normas para utilizar a sua nota do Enem. E isso também pode variar de curso para curso. Verifique no edital de seleção das universidades quais são os pesos dados às provas do Enem nos cursos que você tem interesse de se inscrever.

  1. Lista de espera

Muitos candidatos aprovados na chamada regular acabam desistindo ou não conseguindo efetuar a matrícula. Então, a saída é não desistir e confirmar o interesse em participar da lista de espera do SISU. É importante lembrar que a lista de espera é válida apenas para o curso escolhido como 1ª opção pelo candidato.

Recomendados para você:

Pela Web